quarta-feira, 3 de agosto de 2016

A FOLHA



TEXTO DESCRITIVO

Rip estava sentado na colina olhando a floresta ao longe. Rep estava de passagem quando viu Rip sentado ali, concentrado na paisagem. Rip não tirava seu olhos da floresta.

Rep se sentou. Rip deixou de se concentrar na floresta inteira e mudou seu foco para uma árvore que ficava mais próxima. Ele percebeu a presença de Rep e resolveu compartilhar da sua reflexão.

Percebendo a possibilidade com a ilusão de ótica, Rip voltou a olhar para a floresta como um todo, perdendo de vista aquela árvore na qual se concentrou. Ele então deixou sair as palavras, sabendo que Rep estava ali para ouví-las: “Quem vê a floresta não vê a árvore.”

Deu uma pausa, sabendo que já havia conseguido a atenção de Rep. Seu olhar encontrou novamente aquela árvore que parecida perdida no meio de todo o verde e completou: “Quem vê a floresta não vê a árvore”.

Ele estava orgulhoso. Já conhecia bem o provérbio. Não era de autoria dele, é claro. Mas se parabenizou silenciosamente de ter conseguido encontrar o local e o momento certo de fazê-lo valer e não perder essa oportunidade. Era sim dele, o mérito de capturar o momento e não deixá-lo escapar. Sabia, ou pelo menos, imaginava que Rep estava admirada com o quanto ele era sábio em saber usar tais palavras. Não, tinha certeza. Era o que passava pela sua cabeça.

Mas Rep não falou nada, ficava só olhando para a floresta sem dizer uma palavra. Parecia fingir que não tinha ouvido. Ele olhou para ela. “Não deve ter entendido o que isso significava”, pensou. Mas Rep não parava de olhar para a floresta. “Será que ainda estava refletindo sobre a profundidade daquilo que foi dito?“. “Talvez não tivesse ainda alcançado o qual amplo era aquele ditado...”. Não aguentou e perguntou: “O que está fazendo?”.

Rep Não parava de olhar. É claro que havia entendido. Mas ela ia mais além. Ela enxergava muito mais do que palavras feitas. Afinal, tinha opinião própria e muito bem formada. Rep não tirou os olhos de aonde estava olhando. Com simplicidade e se fazendo entender sem ter que se explicar, ela apenas disse: “Estou admirando aquela folhinha.”



THE LEAF



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge