segunda-feira, 15 de agosto de 2016

ESPERANDO

placa; rua; calçada; ônibus; esperando; gostar; aonde; andando; parado; vida; filosofar;
Rip e Rep - Esperando


TEXTO DESCRITIVO


Rip estava de pé na calçada. Olhava pro horizonte ao lado de uma placa que ela quase não reparava. Seguiu até o amigo para perguntar.


Ao parar em frente a ele, sentiu que ele notou sua presença, mas preferiu continuar olhando na mesma direção. Como se tivesse receio de que, assim que tirasse a vista de onde estava olhando, fosse perder algo muito importante. Sentiu-se como se não estivesse mais aguentando para perguntar. Mas a quem queria enganar? Se dirigiu até ele já com a curiosidade e o desejo de fazê-lo: “Por que está parado aí?”


Confirmando o que Rep imaginara, Rip realmente notou ela chegando. Agiu naturalmente sem surpresa alguma na pergunta dela, já esperava: “Estou esperando o ônibus da minha vida. Quero chegar a algum lugar, mas ele nunca vem”, respondeu.


Rep então se  tocou. A placa ao lado de Rip está um ponto de ônibus. Ele realmente estava esperando algo e não podia perder quando este chegasse. Mas não aturou toda aquela filosofia boba. Sentiu-se como se o pouco tempo que parou ali, se questionando e ouvindo, fosse um tempo perdido em vão. Que nunca mais voltaria. Simplesmente continuou andando. A partir daquele momento, preferiu ignorar o que se passava ali.

Rip ficou consternado. No fundo queria alguém para ouví-lo. Realmente filosofava. E um filósofo sem público é como uma caneta sem papel. Queria Rep para ouvir seus pesares enquanto esperava pelo tal ônibus que finalmente ia fazê-lo seguir sua vida. Mas ela marchou sem olhar pra trás e encerrou aquilo que seria um tedioso mOnólogo com uma única frase: “Não gosto de esperar”.



WAITING
board; Street; sidewalk; bus; waiting; to like; where; walking; stopped; life; philosophize;
Rip e Rep - Waiting

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge