domingo, 7 de agosto de 2016

AS FOLHAS

As Folhas


TEXTO DESCRITIVO

Rip e Rep continuavam sentados encarando a floresta. Rip ainda estava confuso."Não entendo. Como uma folha pode ser tão importante?". Era apenas uma folha afinal. Seu olhar estava totalmente focado nela. Estava ignorando todo o resto que havia em volta e ainda assim quase não a enxergava. O que há de tão grandioso nela? Porque Rep tanto a admirava?

A folha nem era dona de si. Estava amarrada a uma árvore. Essa sim, grandiosa, importante. Seus olhos perderam a folha de vista para apreciar aquele gigante. "Uma árvore tem centenas e folhas.", constatou. E realmente, uma árvore era dona de muitas folhas. Rep não se mexeu. Era ela que tinha dificuldades de entender, achou.

Parou de admirara a árvore e visualizou o esplendor de dezenas, talvez centenas de árvores, por toda a grande floresta. Isto sim era extraordinário, digno de admiração. E completou: "E a floresta tem milhares delas". Sim, se uma árvore era dona de tantas folhas, o que dizer então de uma floresta tão grande?.

Voltou a focar em uma folha qualquer. Ainda não entendia. Não havia realmente o que entender. Já havia chegado à suas próprias conclusões. Dessa vez, quando falou, não foi para Rep ouvir. Apenas deixou escapar. Falou em voz alta: "Uma folha é insignificante de todo o resto". 

Mas desta vez, Rep prestou atenção. Sentiu que precisa fazer o amigo entender. "Mas não existe árvore nem floresta", disse.
Rip quase não conseguiu retrucar. É óbvio que ambos existiam. Não só existiam como era o que mais importava. "O que existe, então". Se não existe tamanha grandiosidade, o que mais existiria alí? O que era aquilo tudo à sua frente afinal?


Rep, sem nem virar o olhar uma vez sequer, continuou tranquila olhando pra frente e respondeu: "Incontáveis folhinhas".




THE LEAFS

The Leafs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge